• Diogo Martins

Star Wars Comics ed. 5 - Alan Moore

Você sabia que, lá pelos idos dos anos 80, um iniciante e promissor escritor chamado Alan Moore escreveu algumas histórias de Star Wars? Pois é, senta aí e vamos conversar...

Se você é leitor de quadrinhos, e nem precisa ser dos mais fanáticos, sabe quem é, ou pelo menos já ouviu falar de Alan Moore, certo? O quê, nunca ouviu? Então, seja um bom nerd e vá dar uma pesquisadinha. Você vai descobrir que, mesmo nunca tendo ouvido falar dele (facepalm), você já conhece, e muito bem, alguma de suas obras. Mas a bomba de verdade vem agora... Você sabia que o nosso querido mestre das trevas, Alan Morre, já escreveu HQs de Star Wars? Pois é, e é sobre isso que vamos conversar essa semana. Classic Star Wars, Devilworlds.

No início da década de 80, uma revista inglesa da Marvel, chamada Star Wars: The Empire Strikes Back Black-and-White contratou alguns promissores escritores para escrever algumas curtas histórias baseadas no universo de Star Wars. Os artistas eram Steve Moore, Steve Parkhouse e um tal de Alan Moore. A questão é que essas histórias acabaram se perdendo no tempo e, muitos fãs se quer sabiam de sua existência. Foi então que, em 1996, a Dark Horse resolveu trazer essas histórias para os Estados Unidos e lançou uma minissérie, em duas edições, Classic Star Wars, Devilworlds 1 e 2.

A edição número um continha 4 histórias, Dark Knight’s Devilry, de Steve Moore; The Flight of The Falcon, de Steve Parkhouse; e Dark Lord’s Consciense e Blind Fury, de Alan Moore. E, seja por fato ou coincidência, a edição número 2 tinha 3 histórias, todas de Alan Moore, Rust Never Sleeps, The Pandora Effect e Tilotny Throws a Shape. O que eu posso dizer do material... Cara, é Alan Fu#$@& Moore, escrevendo Star Wars. Preciso dizer mais alguma coisa? Ok, vou dar um pequenino spoiler. Você sabia que Darth Vader é um grande jogador de um jogo de “tabuleiro”? Claro, no estilo Darth Vader. E, se você não viu Alan Moore “impregnado” em tudo isso, é, realmente você precisa ler mais quadrinhos.

Se ficou interessado, você consegue encontrar os dois volumes sendo vendidos pela Amazon, em formato digital. Os dois, pela bagatela de R$ 7,90 cada. E não, a Amazon não está pagando o jabá, mas mesmo assim vale a dica.


Bejundas e, que a força esteja com vocês.

Assine a nossa Newsletter 

  • Facebook

O CCQ - Circuito Catarinense de Quadrinhos é um projeto multi plataformas que celebra o universo das Hqs, que conecta fãs de quadrinhos com artistas e criadores.

CCQ ® 2020. Todos os direitos reservados.