10 PERGUNTAS - CARL POTTS, O MENTOR DE JIM LEE


Carl Potts na Atlanta Comic Con 2018

Carl Potts nasceu em 11/11/1952 em Oakland, Califórnia. Formado em artes visuais, editoração e escrita criativa, Carl começou nos quadrinhos nos anos 1970, quando trabalhou com Jim Starlin na DC e, depois, integrou a equipe de Neal Adams na Continuity Comics. Roteirista, desenhista e arte-finalista, entrou na Marvel em 1983 e lá passou 13 anos. Como editor, descobriu vários talentos que hoje são famosíssimos e foi o responsável por lançar o primeiro e o segundo títulos mensais do Justiceiro, além de supervisionar as séries da Tropa Alfa e Quarteto Futuro, entre outras. Ainda na Marvel, assumiu o lugar de Archie Goodwin na linha Epic, voltada para a publicação de trabalhos autorais. Ali, criou a Legião Alien, título de sucesso cobiçado por Jerry Bruckheimer para levar a Hollywood. Depois de atuar durante alguns anos como diretor de criação da VR-1, empresa produtora de videogames online, Carl hoje é consultor criativo e estratégico de clientes do porte da Disney, DC Comics e Harper-Collins. Segundo o site especializado Comic Vine, Carl acumulou 752 créditos nos quadrinhos – nas mais diversas funções.


1. Você foi o editor responsável por publicar a primeira série mensal do Justiceiro depois da consagrada minissérie Círculo de Sangue. Quais foram seus desafios e recursos disponíveis no momento?

O sucesso da minissérie do Justiceiro foi uma grande surpresa. Sua equipe criativa havia tentado convencer outros editores a bancá-la, mas ninguém quis. Eu sempre gostei do trabalho do Mike Zeck e achei interessante a premissa de roteiro do Steven Grant. Por isso, eu me arrisquei.

Os dois demoraram um tempão produzindo a minissérie, e eu precisava de uma equipe criativa confiável, capaz de cumprir prazos todos os meses no novo título. Eu conheci o Mike Baron at